terça-feira, 11 de maio de 2010

Um pouco de Chico Xavier


Hoje enfim consegui baixar o filme do Chico Xavier. Por aqui não vai passar no cinema e nem mesmo o famoso DVD pirata vai chegar. Por isso tive que me sujeitar as horríveis imagens gravadas dentro de um cinema, com direito a um pedaço de poltrona e cabeça aparecendo durante o filme todo! Mas... Mesmo assim valeu a pena! Que lição de vida! Creio que um dia ainda teremos um filme com a história de Tia Neiva, também! Poderia escrever horas sobre este assunto, mas prefiro a inspiração em postar algo sobre os exemplos de vida deixados por Chico Xavier.

Conta-se que certa vez, Chico Xavier era o convidado especial de um jantar.

Pessoas da sociedade, empresários, e muitos repórteres estavam entre os presentes.

Após o jantar, uma senhora, carregando uma enorme bandeja aparece com o cafezinho. Chico não titubeou. Imediatamente colocou-se a auxiliar a senhora de cabelos já grisalhos.

Os outros convidados ficaram comentando aquela “falta de decoro”. Afinal Chico Xavier era o destaque daquele jantar e jamais caberia a ele o papel de auxiliar uma serviçal. Mas para este homem, a fraternidade e a solidariedade estavam acima de qualquer padrão de conveniência social. Para ele, antes de ser vista como serviçal, era vista como uma senhora de idade, cujos braços cansados precisavam de fraterno auxilio.

Este médium a ser gentil e cavalheiro com todos. Principalmente se tratando de uma senhora. Aliás, uma atitude que deveria caracterizar todo aquele que se diz cristão.

Se ser cristão é viver os ensinamentos do cristo, quem age assim tem motivos de sobra, pois Jesus deu muitos exemplos de grandeza moral com gestos de extrema humildade.

O Homem de Nazaré jamais ficou preso às convenções sem fundamentos, a costumes criados pelos orgulhosos de todos os tempos. Ainda recomendou, em determinada ocasião, que aquele que quiser ser o maior, seja o menor de todos. Não quis dizer com isso que as pessoas devem se curvar umas diante das outras, pois a verdadeira grandeza está na pureza de sentimentos e não em mesuras sem cabimento.

Ser realmente grande, é ter um coração bom o bastante para colocar os valores reais acima de qualquer norma que não tenha como princípio o amor ao próximo.

Dizer-se cristão e não agir de conformidade com os ensinos do cristo, é uma forma de negá-lo.

E foi ele mesmo que disse: "todo aquele que me negar diante dos homens, eu o negarei diante do pai, que está nos céus."

Por todas essas razões, vale a pena refletir um pouco sobre tudo o que se convencionou chamar boas maneiras.

Será que as ditas boas maneiras são realmente boas aos olhos de Deus, ou será que são invenções dos homens para satisfazer seu ego.

Sem desconsiderar a boa educação que deve reger todas as ações dos homens, há muito de soberba e vaidade por traz das ditas "etiquetas".

Muitas pessoas ficam presas às aparências e descuidam do verdadeiro sentido da vida.

São habilidosas com os talheres e portam-se de maneira elegante, mas não conseguem evitar o excesso, sobrecarregando o estômago até à saciedade.

Usam com maestria os diversos copos e taças que estão sobre a mesa, mas perdem a razão e o bom senso nos excessos do álcool.

Sentam-se como manda a etiqueta, vestem-se como manda o figurino, mas seus pensamentos e atos não respeitam as mínimas exigências de uma consciência tranqüila.

São, no dizer de Jesus, túmulos caiados. Envernizados e bonitos por fora. Mas só por fora.

Assim, mais do que aparências, vale meditar sobre os valores morais da vida. Vale considerar a importância da fraternidade, da solidariedade, da verdadeira educação.

Enfim, mais do que atender às normas de etiqueta, é preciso fazer aos outros o que gostaríamos que os outros nos fizessem. E fazer aos outros, no dizer de Jesus, é absoluto, não tem exceções.

Nos tempos de Jesus, os homens já se preocupavam mais com as questões exteriores, do que com as interiores.

Diziam as tradições que não era de bom tom comer sem antes lavar as mãos diante do público. Mas Jesus, questionado sobre o assunto aproveitou para elucidar as mentes dos interessados, dizendo:

"Não é o que entra na boca que macula o homem; o que sai da boca do homem é que o macula". O que sai da boca procede do coração e é o que torna impuro o homem."

1 comentários:

Também não menos crente que em breve tenhamos na sequência de acontecimentos cinematográficos algo ou alguns trabalhos fazendo menção a vida e obra da missionária "Neiva", e tenho feitos meus contatos na simplicidade de minhas posses e condições limitadas para chamar atençãos dos interessados para este foco de luz e sabedoria. Parabéns ao "Chico" que hoje deve estar radiante no plano em que se encontra com a megadifusão de seus trabalhos em conjunto com seus mentores..., o mundo todo precisa destas e de outras obras como o filme biográfico e o recente "NOSSO LAR", cujo este assisti no cinema já por duas vezes e na segunda inclusive com a feliz oportunidade de conhecer pessoalmente o ator RENATO PRIETRO que protagoniza o mesmo.

Gostaria de trazer a luz deste blog que ontém estive visitando novamente o site da biblioteca do jaguar, e fui surpreendido com uma pequena matéria trazendo inclusive a digitalização de um bilhete escrito por este médium maravilhoso destinando seus respeitos e pedidos a nossa mãe mentora sem nem menos fisicamente se conhecerem... bacana! Vale a pena acrescer este detalhe aqui e se possível disponibilizando a foto.

Salve Deus! Enquanto nada vemos e tudo ouvimos os mundos evoluidos de Deus Pai Todo Poderoso trabalham incessantemente para nos alertar e preparar sobre nosso compromisso MISSIONÁRIO de servir, servir e servir...

Gosto muito desta frase: "Quem não vive para servir, não serve para viver"

São 17 horas deste domingo de setembro e me despeço para logo mais servir!

Graças à DEUS!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.