sábado, 27 de abril de 2013

Os Encantos do Alabá

Alabá que dizer “Peço licença para entrar no seu Aledá”. E assim devemos nos sentir, ingressando no Aledá, na presença dos Cavaleiros da Luz!

Sua realização é grandiosa, uma grande corte espiritual se desloca para atender mestres e ninfas, que de indumentária, incorporam suas entidades, buscando harmonizar e reequilibrar o plexo do pacientes. Dado a grandeza das energias manipuladas, da ausência de passagens de espíritos sofredores, pelo Reino de Zana representado nas indumentárias, pela invocação dos Cavaleiros da Lança e da Luz, o benefício aos mestres e ninfas, que participam, é uma “recarga” completa! Não há como sair de um trabalho de Alabá sem sentir sua tônica revigoradora, que traz paz e equilíbrio também ao plexo físico. As emissões e o grande deslocamento de energia espiritual, formam uma rede magnética que recolherá todos os vestígios negativos removidos durante a execução do trabalho.

O ritual consiste na formação de uma elipse no lado externo do templo, após as seis da tarde, na força da Lua Cheia, com cadeiras próprias, onde irão incorporar os ajanãs e ninfas. Os doutrinadores(as) realizam suas emissões e cantos de acordo com a chamada do comando, enquanto as entidades atendem aos pacientes, que neste período podem passar em mais de uma entidade, se assim desejarem. As informações completas da organização e comando estão no Livro de Leis.

Para participar deste trabalho, realizado somente em templos com Corrente-Mestre, os doutrinadores(as) deverão já ter suas emissões e cantos devidamente outorgados pelos Devas, portanto, somente centuriões consagrados dispõe desta condição. Para os ajanãs e ninfas, que não vão emitir, a condição do segundo passo iniciático é aceita. Exceto o Comandante, todos podem participar com a indumentária de prisioneiro(a).

Nos dias de chuva este trabalho poderá ser realizado em um local coberto, desde que não seja no interior do Templo.

É importante a presença de um Recepcionista, ou mestre escalado, para a coordenação dos atendimentos. Pois cabe a este também, velar para que ninguém tire a concentração dos Cavaleiros das Lanças, que estão representando os Cavaleiros da Luz e devem manter concentração total durante o trabalho, vivenciando cada emissão e canto que formarão a rede magnética.

No início houve a realização do Agamá, realizado diante da porta do Templo, com Aparás e Doutrinadores formando dois “V” entrelaçados. Formados os médiuns, o Mestre Reino Central fazia sua emissão e o canto. Depois o Mestre Vancares e as que ninfas faziam suas emissões em conjunto. A seguir, incorporavam os Abnegados Pretos Velhos, e o Ajanã, ao centro, incorporava o Ministro. Os mestres faziam suas emissões e emitiam mantras. Os pacientes tomavam passes, nos projetores. Depois de algum tempo, o Reino Central encerrava, agradecendo a presença do Ministro e a dos Pretos Velhos. Emitia a Prece de Simiromba e a formação se desfazia.

Como os pacientes desejavam consultar os Pretos Velhos, não se conformando em somente receber o passe, o trabalho foi suspenso e modificado pela Espiritualidade, transformando-se no Alabá algum tempo depois.

8 comentários:

SALVE DEUS MESTRE!
CONTINUE NOS PASSANDO NA ÍNTEGRA A EXECUÇÃO DE CADA TRABALHO, NECESSITAMOS MUITO DISTO POIS, INFELIZMENTE NEM TUDO NOS É CHEGADO. COM MUITA DOR NO CORAÇÃO TENHO DE DIZER ISTO, NINGUÉM PODE QUERER QUE OS MESTRES PRINCIPALMENTE DO INTERIOR DOS ESTADOS DO NORTE E NORDESTE CONSIGAM TRABALHAR NOS TEMPLOS DE CORRENTE MESTRA SEM QUE NOS PASSEM A REALIDADE DOS FATOS, PRINCIPALMENTE QUANDO NÃO SEGUEM O LIVRO DAS LEIS. PRECISAMOS COM URGÊNCIA TERMOS CONSCIÊNCIA DE UM VERDADEIRO TRABALHO DEIXADO POR KOATAY 108. ELA SEGUIU A ESPIRITUALIDADE E, NÓS VAMOS SEGUIR OS HOMENS?
SALVE DEUS!

salve deus!
obrigado por compartilhar sempre tudo sobre nossa doutrina maravilhosa. jean esposo de drika

gostei muito , mestre desta orientação sobre o alabà, que jesus te ilumine sempre................

Salve Deus, eu sou ninfa lua e desconhecia a força grandiosa deste trabalho, sempre dou a oportunidade para outra ninfa quando estou escalada. Obrigada mestre de agora endiante, vou particpar sempre que for escalada. Toda pratica errada na maioria das vezes e falta de conhecer a verdade.

Mestre, Porque esse trabalho só é realizado no perído de lua cheia ?

Salve Deus Mestre Kazagrande! :-)

Gostaria de saber os benefícios do alabá, se devemos fazer todos os dias enquanto decorre. E o que é que acontece durante o alabá. O que acontece no plano espiritual e aos mediuns e aos pacientes. E os efeitos que tem sobre as pessoas. E porquê que é á lua cheia.

Obrigada pelo esclarecimento.
Aguardo resposta.

Abraço!

Mestre Kasagrande no templo que participo os mestres comandantes do Alabá não permitem que Ajanâs trabalhem com Doutrinadores (homens) eles só podem trabalhar com ninfas Sol..Isso procede pois eu nunca vi nada respeito na Lei do trabalho de Alabá.

o Mestre não se preocupa em Responder ? E pela manha, há trabalhados do Alabá ?!

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.