segunda-feira, 2 de julho de 2012

O Comportamento na Mesa Evangélica


Atendendo ao email de um médium aspirante, vou falar um pouco sobre um dos trabalhos que mais me emociona em nossa Doutrina: A Mesa Evangélica. Como o pedido se refere à conduta, procurarei me ater ao tema, pois se começo a escrever sobre todo o trabalho... humm... O blog vai acabar ficando sem atualização esta semana, vai virar um jornal igual aos emails de meu amigo Adriano.

Tocou a sineta é hora de dirigir-se para o setor! Ah, mas eu estava na “sintonia” de um cafezinho... O chamado da sineta é uma alerta de que necessitam de você naquele setor, e você tem um compromisso. Garanto que o café vai ficar bem mais saboroso depois do trabalho realizado.

No setor evangélico, enquanto aguardamos a quantidade necessária se completar, é hora de imantrar. Não há espaço para conversas vazias e que só atraem forças esparsas! Tem que colocar o pé lá dentro e já estar trabalhando! Imantrar, mentalizar, e com seu comportamento verá que outros, que normalmente se perdem nas “conversas sem procedência” irão te acompanhando na conduta correta. É uma lei de atração em que o certo vai sempre vencendo. Ah, mais uma coisa, entrou para o trabalho, não saia! Às vezes você induz a outro a sair, e acaba sendo o responsável pela não realização do trabalho todo. Isso tem preço!

Aparás acomodados... Doutrinadores atrás, concentração total durante a abertura e então o Comandante determina que se façam as puxadas. Xi... O Apará não incorporou! E agora? Quando você faz a puxada, o Apará passa a receber a projeção, independente de qualquer sintoma aparente. Por tanto, não vá “dar banho em Jesus”...??? ... Explico, baixar a cabeça perto do ouvido do Apará e gritar “LAVADO SEJE NOSSU SINHÔ JESUIS CRISTO”... Salve Deus! Um Apará está ali mediunizado, buscando a sintonia daquela incorporação, que muitas vezes é difícil, pesada, e o Doutrinador faz algo assim? Não!!! Um médium deve ter o comportamento exemplar, com carinho e respeito! E mais do que isso, “Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo” é uma chave! Aprenda a pronunciar corretamente! A postura elegante e a voz em bom tom fazem parte da conduta doutrinária.

Após a puxada, o Apará, sob projeção, deve manter o equilíbrio, mesmo diante da mais feroz vibração. Com as mãos fechadas, mantendo o corpo no mesmo equilíbrio, sem emitir sons, ruídos de qualquer espécie, gestos corporais que incitem qualquer tipo de sentimento. Estas manifestações são sinais de uma incorporação perfeita, de muita sintonia e de força do médium. Quando ocorre o contrário é sinal de fraqueza, de falta de controle e até mesmo de desequilíbrio! Não foi isso que aprenderam nas aulas de desenvolvimento! Se não foram corrigidos, a culpa é do Instrutor!

O Doutrinador realiza então sua doutrina. “Tem um doutrina específica para a mesa”... MENTIRA! Não, a doutrina que acompanha a limpeza da aura deve ser espontânea. Seguir um determinado padrão, porém sem ser cansativa e decorada. Tem que ter sentimento! Levar sua vibração energética! Não pode ser uma fala decorada sem emoção, enfadonha e cansativa. Você tem que se concentrar no que está fazendo. Está encaminhando um espírito desconhecido que jamais te esquecerá, se aquela realização for completa. Está formando uma amizade que irá, quem sabe, te receber quando chegar a sua hora de partir. Pois ele jamais te esquecerá. Pense nisso! E não no café que você deixou de tomar.

Ao realizar a limpeza da aura, o cuidado com a elegância também é fundamental. Aqueles que fazem tudo correndo ou que gesticulam fora dos padrões, inevitavelmente são notados e vibrados. Atraem para si a atenção que parecem querer, mas com certeza, não vem nada positivo junto. Ah... Uma lembrança importante: Nunca, jamais se toca no Apará durante a limpeza de aura!!! Pergunte o quê sentiu um Apará que recebeu um toque. Vai ver como ele ficou “feliz” com o choque recebeu, e como o doutrinador(a) caiu em seu conceito.

Quando é realizada a elevação, o objetivo é permitir que o espírito siga sua jornada. Segurar a incorporação é um dos piores erros que um Apará pode cometer. Claro que algumas vezes, existe a necessidade de um espírito receber um pouco mais de ectoplasma, ou mesmo um fluido de diferente doutrinador(a), mas está não é a regra, é a exceção! Fazer isso no encerramento da mesa, criando um clima de espetáculo, é ainda pior! Quem leva as vibrações, não é o doutrinador(a) que não “conseguiu” elevar o espírito, e sim o Apará que deu show! Salve Deus! Falo isso assim, de forma clara, porque é o quê na verdade todos comentam. Digo ao Apará que não acredite se alguém foi elogiar “sua força” na mesa... Quem fez isso agiu por ignorância ou falsidade.

Resta ainda falar do giro... Giro, quer dizer andar em círculos! É deixar o fluxo energético da mesa seguir a trajetória. Quando um doutrinador(a) estaca atrás de um determinado Apará, esperando que o outro doutrinador termine sua doutrina e elevação, ele pára este fluxo e sujeita-se às forças esparsas. Fica segurando “carga”. Portando não pare! Siga o giro, somente pare para aguardar quando ouvir o “Obatalá”. Nos faróis é mais uma questão de bom senso. Se tem um ou dois esperando para fazer a limpeza, espere também, mas se já tiverem três ou quatro esperando, Salve Deus, siga em frente e não cause um “engarrafamento doutrinário”. A passagem sem fazer a limpeza, quando já existem mais de três esperando no farol, foi autorizada pelo Trino Arakem.

Eu deveria continuar escrevendo sobre este tema, mas como afirmei, vai acabar virando um jornal. Espero já ter atendido as expectativas do médium que fez sua consulta, e aguardo novos questionamentos sobre o tema, para ter a oportunidade de escrever mais.

20 comentários:

Casagrande, Salve Deus!
Não digo que você está superando minhas expectativas com este site porque sempre tive certeza do tamanho de sua sabedoria e conhecimento que cada vez que leio estes textos tenho mais certeza do que sempre imaginei. Parabéns mesmo por estas explicações doutrinarias. Você e este site estão de Parabéns!!!!!!
Vibro contigo, mano velho!

Salve Deus mestre... Que maravilha de materia, olha me sinto muito agradecisa, de ter vc ao me lado, me acessorando nos assunto doutrinarios no blog. que deus continue a ti iluminar e abençoar a seus caminhos. E obrigada pela força lá no blog, e Parabéns por esse trabalho.
Salve Deus jaguar....

Salve Deus.Meu querido irmão Kazagrande.
Como não podia deixar de ser, mais um esclarecimento cheio de sabedoria, vindo de si e que irá fazer muitos Doutrinadores e Aparás felizes, pelo esclarecimento. Obrigado, em meu nome e em nome de todos que acharam interessante este texto.

Salve deus deus meu mestre, sempre tendo em vista que nós sempre estamos aprendendo e venho parabeniza-lo por tudo essa maravilhoso trabalho doutrinário, um abraço meu mestre que o pai seta branca te ilumine cada vez mais!!!!

Que matéria linda parabéns!!!amamos essa maravilhosa doutrina....continue sempre assim,nos mostrando o que há de melhor para nosso conhecimento!

QUERO LHE PARABENIZAR PELO SEU TRABALHO POIS É ATRAVES DA LEITURA QUE FAÇO QUE TENHO CONSEGUIDO NÃO ABALAR MUITO A MINHA FÉ NA DOUTRINA, POIS GOSTO MUITO DE ONDE ESTOU MAS OS ERROS SAO INUMEROS. AGRADEÇO. CLEANE

obrigada meu irmão, com estas explicações, vc só não estar me ajudando na minha caminhada doutrinária, como estar tirando inúmeras dúvidas que ficaram nas aulas.
Salve Deus, e que Nosso Gde Pai sempre esteja a iluminar este conhecimento, e que sempre o ampare qdo houver um cansaço. OBRIGADA.

Regina Cláudia
Templo Ogaleiro do Amanhecer - João Pessoa - PB
regina_claudia_de_oliveira@hotmail.com

Salve Deus! meu irmão mestre doutrinador, fico muito feliz quando vc,nós
trás estes ensinamentos,e mostra claramente que recebeu muito deles do nosso
saudoso Trino Arakém.Bons tempos aqueles, que tínhamos ele para tirar nossas
dúvidas e dar aquelas maravilhosas palestras nos domingos a tarde.Ele nós faz muita falta.Me alegro em saber que tem mestre assim tão distinto como vc,
preocupado em continuar transmitindo a nossa doutrina de maneira tão integra.Um grande abraço!! Vera Lúcia.Yuricy Sol janda. Adj Ipuena. Templo Mãe.

Você nos dá força sempre para continuar e sair da indecisão. mais gostaria de saber do aldo do apará na mesa evangelica em que ele deve se concentrar, em que ou melhor em quem ele deve ficar concentrado no seu mentor, ou em espiritos que ja morreram e que estão alí proximo a mesa querendo uma oportunidade de uma passagem para melhor aceitar sua condição de mortinho? me ajude tambem mais nessa duvida

“LAVADO SEJE NOSSU SINHÔ JESUIS CRISTO”... Salve Deus! São as palavras que mais se ouve em uma mesa evangélica. Que as forças benditas de Deus Pai Todo Poderoso possa estar sempre a fortalecer, doutrinador e apará em uma mesa evangélica. Fenômenos específicos acontecem em uma mesa, o apará com sintonia sente as grandes forças que chegam ate ela. Salve Deus os irmãozinhos que espera o nosso socorro, precisa dessa sintonia para que seus sofrimentos tenham um fim. Salve Deus.
Ninfa Lua , Cigana Tagana .

Salve Deus Mestre...
De fato, um apará que permite a incorporação escandalosa e barulhenta, muitas vezes sacudindo a mesa, nos desconcentra em nosso trabalho de incorporação.
Quando incorporo na mesa procuro, ao sentir as energias do irmão sofredor, mentalizá-lo com carinho e comportar-me de forma a que ele possa receber em paz a doutrina que o vai elevar. Qualquer interrupção nesse contato é desastrosa e, sem querer, emitimos sim energias negativas em direção ao "espetaculoso".
Por isso sou a favor de aulas periódicas de reciclagem para todos os médiuns a cada reclassificação e até, por que não, uma advertência amiga por parte dos adjuntos.

Jaguar Mestre Lua Mauricio Palladino
Anápolis - Goiás

mataravilha mestre,quando um mestre nos esbarra quando esta fazendo a doutrina,levamos choque alguns gritam como se o irmão fosse surdo.Que Pai Seta branca ilumine esses mestres,pois só o amor os eleva.Salve Deus!!!!!!ninfa lua tagana.

Salve Deus!
Bom dia Kazagrande, essa matéria é excelente, aborda um tema muito complexo para muitos médiuns (doutrinador e apará), eu sou um doutrinador e meu setor de trabalho é o Valurios e sou apaixonado por este setor, porém há várias dúvidas (como: se o comandante pode sentar-se ao farol, quantos minutos um médium doutrinador pode ficar sentado no farol, como identificar a incorporação de exu, entre outras coisas) e se possível uma matéria mais afundo deste setor de trabalho.
Michael Acácio
Mestre Luz – Mago Missionário
Templo Externo de São Luís - MA

michaelacacio@hotmail.com

Salve Deus Mestre !

Esse que vos escreve é mais um que fica contente na nobre caminhada após suas sábias colocações no texto acima. Que Jesus o Divino e Amado Mestre te abençoe.

Pimentel
Mestre Sol
Templo Parlo - Recife

Salve Deus Meatre!
Fico feliz sempre que leio suas postagens pois vejo que o senhor aborda assuntos serios com clareza e sem meios termos.
Que o pai continuir lhe inspirando nela linda missão.

Salve Deus mestre, fico feliz quando eu chego aqui e leio esse tipo de materia, pois eu já falei muito o quanto é necessario nós mestres termos respeito daquilo que foi deixado pela nossa Mae. tudo é tao simples e porque será que a maioria complica? mestre lua: jefferson- Salvador-ba

"Após a puxada, o Apará, sob projeção, deve manter o equilíbrio, mesmo diante da mais feroz vibração. Com as mãos fechadas, mantendo o corpo no mesmo equilíbrio, sem emitir sons, ruídos de qualquer espécie, gestos corporais que incitem qualquer tipo de sentimento. Estas manifestações não são sinais de uma incorporação perfeita, de muita sintonia e de força do médium. Pelo contrário! São sinais de fraqueza, de falta de controle e até mesmo de desequilíbrio! Não foi isso que aprenderam nas aulas de desenvolvimento! Se não foram corrigidos, a culpa é do Instrutor!"

Salve Deus Mestre, eu acredito que houve um erro de digitação ou compreensão neste trecho.
O que o senhor queria dizer, seria assim:
"Após a puxada, o Apará, sob projeção, deve manter o equilíbrio, mesmo diante da mais feroz vibração. Com as mãos fechadas, mantendo o corpo no mesmo equilíbrio, sem emitir sons, ruídos de qualquer espécie, gestos corporais que incitem qualquer tipo de sentimento. Estas manifestações são sinais de uma incorporação perfeita, de muita sintonia e de força do médium. O contrário, são sinais de fraqueza, de falta de controle e até mesmo de desequilíbrio! Não foi isso que aprenderam nas aulas de desenvolvimento! Se não foram corrigidos, a culpa é do Instrutor!"

Desculpe a moléstia. Espero ter contribuido.
Salve Deus
ML

ERRATA: Agradeço a correção, meu irmão! Realmente tinha um "não"perdido no meio da frase... Já fiz o acerto na frase para não deixar confuso o texto.
UM fraterno abraço,
Kazagrande

Salve Deus, Kazagrande!
Tenho acompanhado atentamente este trabalho tão dedicado e necessário à nossa Doutrina e, o parabenizo de antemão por sua trajetória tão iluminada.
Gostaria de mencionar algo sobre a Mesa Evangélica que tem me deixado um tanto perplexa e triste. É o fato de ouvir alguns médiuns mencionando que querem chegar logo ao Vale para pegar ao menos uma Mesa Evangélica pra "se limpar". Isto mesmo, 'se limpar'. Isto me deixa um tanto triste pois, embora tenho pouco tempo de iniciada, vejo este trabalho com tanta beleza! No início, tive realmente que me ajustar aos padrões vibratórios deste trabalho e, relendo seus textos me atentei para uma coisa que se diz sempre: entrar em sintonia do trabalho. Passei a dar maior atenção a isso e meu padrão vibratório mudou. Não tive mais incorporações pesadas, melancólicas ou coisa parecida pois me dirijo à mesa já em sintonia com esses irmãos que desencarnaram recentemente e que tanto necessitam de um amparo, e que diferença isso fez!

Mestre,onde eu acho explicações sobre a mão de forca do apara e do doutrinado?digo posição das maos na hora de fazer a preparação.

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.