domingo, 11 de março de 2012

APARÁS 05 - O Médium!

Quem me conhece pessoalmente sabe do especial carinho que dedico aos Aparás. Um médium de incorporação deve ser respeitado como nossa capacidade máxima de comunicação direta com os planos espirituais.

Ser Apará é uma missão dolorosamente grandiosa. Ouvir, traduzir conhecimentos e instruções que por vezes ainda são muito difíceis para o próprio médium seguir. Imagine o conflito interior que vive um Apará, que com a voz direta, tem que respeitar seu juramento passando as instruções para um paciente e que muitas vezes ainda não consegue dominar aqueles mesmos instintos.

Um Apará sofre! Sofre a incompreensão dos doutrinadores, que por vezes o julgam melindrosos, cheio de dedos. Sofre com a incompreensão de si mesmo. De muitas vezes não se sentir digno da grandeza da qual é instrumento. Sofre com a consciência da incorporação e as dúvidas que se acercam nesta hora.

Ser o instrumento de uma Entidade de Luz implica em ser o seu ouvido o primeiro a ouvir os conselhos, as orientações, as chamadas à razão...

Absorvendo as energias, ao contrario do Doutrinador, que as reflete, seu temperamento se torna mais facilmente variável. Manter o controle em ambientes cujo padrão vibratório geral está comprometido é uma árdua tarefa a cada dia. Por vezes se calam simplesmente porque necessitam controlar seu próprio padrão e sentem as influencias com mais intensidade. Ou ainda se afastam, abandonam simplesmente o lugar onde não se sentem mais a vontade.

Compreender o médium de incorporação é uma necessidade fundamental para os doutrinadores (as). Ser paciente nos momentos em que fecham. Identificando que algo não está bem e dispondo-se imediatamente a ajudar na mudança de sintonia.

A Ninfa Lua é a mais perfeita expressão da rosa em nossa Doutrina. Sensível, por vezes frágil, é destinada a encontrar um doutrinador que compreenda e participe de sua jornada.

As Ninfas têm a característica de buscar a segurança no Doutrinador. E este precisa habilmente saber individualizar-se como Mestre e entregar-se na missão, sem confundir seus sentimentos e distorcer seu compromisso.

Ser Ajanã é sentir-se uma sombra em um oceano de luz. É compreender primeiro, aceitar primeiro, ouvir primeiro, tolerar primeiro e nem sempre poder esperar a mesma reciprocidade.

Antes de criticar qualquer Ajanã devemos lembrar que é um Doutrinador que conduz as suas aulas de Desenvolvimento. Que o orienta sobre a conduta, lhe passa as instruções e por fim o libera para o atendimento, quando o avalia pronto!

Escrevo tudo isso para despertar a consciência da missão grandiosa de ser Apará! De trazer a voz direta como receptáculo de uma Entidade de Luz! De iluminar, consolar, aconselhar e CURAR!


Kazagrande

4 comentários:

salve Deus !meu nome é Rômulo acioly , sou regente principe Maya povo Nerano , fico feliz de esta somando com vcs , tenho um site , gostaria de esta somando com vcs , para que podemos unifica esta força , porque somos filhos de um Pai tão lindo ( Pai seta Branca )

wwww.principemayanerano.webs.com

http://principemayanerano.forumbrasil.net

Salve Deus.
Muito bonito,verdadeiro e humano tudo quanto escreve e sente sobre as Aparás e Ajanás. Subscrevo por baixo tudo que diz, até porque tenho em casa uma Apará a minha companheira, e sei bem o que elas sentem, o que elas ouvem, e o quanto ás vezes é dificil, transmitir, e "ver" o quadro ao mesmo tempo.
Um abraço Mestre Jorge

Ser Apará é um dom maravilhoso,apesar das duvidas e incertezas que surgem durante o caminho.Desejo a todos aqueles que ainda persistem na sua jornada ,luz e persverança , pois eu não tive forças para continuar,sou ajanã fui padrinho de presidente, mas, não consegui cumpri minha missão.Foi um tempo muito feliz, e se vor vontade de Pai Seta Branca voltarei ao meu primeiro amor.Pois o Bom Pai jamais despreza um filho que volta para casa depois de um longa viagem.JOSUE DE SOUZA, Manaus-AM

Salve Deus!

O Senhor disse tudo que vivemos e rigadsentimos. Muitas vezes nao sabemos explicar o que vimos ou ouvimos, creio que só os espíritos evoluídos pra virem até nós com infinita paciencia nos ajudar e ensinar. Obrigado por nos ajudar dizendo aos irmãos(ãs) doutrinadores(as) que tenham paciencia conosco. Vivemos em uma montanha russa e temos que nos controlar e aquele que chega até nós necessitando de auxilio.
Salve Deus!
Deus o abencoe sempre.
Ninfa Luz

Postar um comentário

Comente com amor! Construa, não destrua! Críticas assim serão sempre bem vindas.